quarta-feira, 23 de maio de 2018

PRINCÍPIOS FÍSICOS DA LASERTERAPIA

Laser é, antes de mais, uma sigla que, em Inglês, significa Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation, ou seja, amplificação da luz por emissão estimulada de radiação.


A diferença entre o laser e uma lâmpada fluorescente, por exemplo, reside no facto de a emissão “forçada” de fotões ser causada pelos próprios fotões, funcionando como que uma “reprodução” de fotões, que resulta na amplificação da luz. Qualquer fotão recém-surgido é uma cópia absoluta do fotão que o produziu. Deste processo resultam as características únicas da radiação laser: coerência, polarização e monocromaticidade.

A coerência: é a propagação na mesma direção de fotões com a mesma frequência.

Monocromaticidade: é a característica da radiação com uma determinada frequência ou comprimento de onda. Mais corretamente, é a característica da radiação com largura do espetro suficientemente pequena para ter uma só cor do espetro de cores.

Polarização: é a simetria na distribuição de orientação do vetor de intensidade do campo elétrico ou magnético na onda eletromagnética relativamente à direção de sua propagação.

A emissão da radiação laser de baixa intensidade cria uma onda eletromagnética, que é a alteração do estado do meio ou do campo que se propaga no espaço com velocidade finita, e é caracterizada pelos seguintes parâmetros.


Frequência: é a grandeza física que indica o número de oscilações num segundo – unidade de medida (Hz).
Comprimento de onda: é a distância em que a onda se propaga durante um período – unidade de medida (nm).
Potência: quantidade de energia emitida por unidade de tempo – unidade de medida (W).

Henrique Pedroso
Fisioterapeuta
henrique.pedroso@clinicadopoder.pt

Saiba mais em Clínica do Poder

Contacte-nos! 

VIVA COM SAÚDE, PODER E QUALIDADE DE VIDA!

GOSTE E PARTILHE MAIS E MELHOR SAÚDE!


Sem comentários:

Publicar um comentário