quinta-feira, 17 de outubro de 2019

SEXO COMBATE DOENÇAS, QUEIMA CALORIAS, MELHORA O SONO E O HUMOR



Uma vida sexual ativa pode trazer uma série de benefícios, além do prazer durante a relação sexual, estudos associam-na a uma melhoria significativa da saúde em geral. 

A prática regular da atividade sexual traz benefícios para a saúde física e emocional e por consequência afeta positivamente outros sistemas como o cardiovascular, o neurológico e o imunológico.

Para alcançar esses benefícios os parceiros devem estar à vontade um com o outro para haver demonstrações de carinho e afeto durante a intimidade porque o contacto sexual é complexo e envolve o corpo, a mente e as emoções.

Durante o processo de excitação, a mulher produz estrogénio e o homem testosterona, hormonas que preparam os parceiros para a relação sexual. Perante esta libertação de substâncias químicas, a circulação sanguínea aumenta, o coração acelera, os pêlos arrepiam, a pele fica mais corada e a região genital dilata-se devido ao aumento da concentração de sangue nesta região.

Além disso durante a relação sexual são libertadas várias outras hormonas e neurotransmissores que atuam na redução do nível de stresse (avalie o seu stresse físico), na melhoria do sono, do humor e do sistema imunitário. 

O sexo é uma atividade naturalmente prazerosa que pode impulsionar o bom humor, regular a ansiedade e reduzir os sinais de stresse. A libertação de dopamina e endorfina no cérebro durante a relação sexual aumenta o prazer e a sensação de bem-estar.

Pessoas com uma vida sexual ativa tendem a parecer alguns anos mais jovens do que realmente são. O efeito rejuvenescedor deve-se à secreção da hormona do crescimento humano (HGH) e de endorfinas durante o sexo, que ajudam a prevenir rugas e flacidez.(verifique os seus níveis de HGH)

Durante a relação sexual e o orgasmo, é libertada oxitocina (hormona do amor) que intensifica as sensações de prazer e é responsável pela sensação de relaxamento e sonolência. Ocorre a diminuição dos níveis de cortisol (hormona do stresse) e a libertação de endorfinas, o que promove uma sensação de bem-estar e relaxamento.

O estado de calma e tranquilidade tem um efeito prolongado, podendo durar por vários dias após o sexo. O motivo é que as ações dos neurotransmissores agem no organismo com mais regularidade e em maior quantidade.
Durante as relações sexuais há um aumento da circulação sanguínea, o que contribui para um melhor funcionamento cardíaco, e como consequência há uma redução da tensão arterial durante o repouso e melhor contração do coração durante o esforço.
O sexo com orgasmo atua como um analgésico natural porque liberta endorfinas e oxitocinas na corrente sanguínea, bloqueando a perceção da dor: muscular, de cabeça, etc..

Durante o orgasmo, os músculos pélvicos são ativados, o que ajuda a fortalecer o pavimento pélvico. A não utilização ou enfraquecimento dos músculos dessa região está associado a problemas de infeção e incontinência urinárias. Além disso, um pavimento pélvico forte garante orgasmos mais intensos e duradouros.
Além de todos esses benefícios da atividade sexual para a saúde, tanto do homem quanto da mulher, ainda promove o fortalecimento do sistema imunológico do corpo. Isto ocorre pela libertação de maiores níveis de Imunoglobulina A (IgA), que protege o organismo contra infeções e inflamações.

Outro benefício da prática sexual é que pode ser um ótimo exercício para queimar calorias. Está comprovado que cerca de trinta minutos de sexo queimam aproximadamente 90 calorias. Com isso, uma vida sexual ativa pode trazer até resultados de perda de peso.

Porém, a forma como dormimos influência diretamente na vida sexual. Durante o sono as nossas hormonas restabelecem-se, portanto, a privação do sono pode diminuir a líbido, sendo esta associada a uma diminuição dos níveis de testosterona e estrogénios
Um estudo publicado no The Journal of Sexual Medicine em 2015, demonstrou que a própria duração do sono se relaciona com o desejo sexual. Uma hora de sono extra aumentava em 14% as probabilidades de uma relação sexual no dia seguinte.


É importante destacar o uso de preservativo durante as relações sexuais como forma de prevenir a Prostatite ou outras doenças sexualmente transmissíveis.



Henrique Pedroso
Fisioterapeuta

Se sente que a sua vida sexual está alterada? Consulte, o quanto antes, um especialista que o/a possa orientar na recuperação do seu Poder e Qualidade de Vida!!

Referências:
  1. https://veja.abril.com.br/saude/saiba-como-uma-vida-sexual-ativa-pode-beneficiar-a-saude/
  2. http://visao.sapo.pt/actualidade/sociedade/2019-06-15-A-ligacao-entre-o-sono-e-o-sexo-explicada-pela-Ciencia-em-5-perguntas-e-respostas
  3. https://saude.abril.com.br/bem-estar/9-razoes-medicas-para-se-fazer-sexo/
  4. https://lifestyle.sapo.cv/amor-e-sexo/artigos/20-beneficios-do-sexo-para-a-saude
  5. https://www.minhavida.com.br/bem-estar/listas/11730-8-beneficios-do-sexo-para-a-saude
  6. https://www.tuasaude.com/beneficios-do-sexo-para-saude/



Sem comentários:

Publicar um comentário