terça-feira, 10 de abril de 2018

DOR CRÓNICA GERAL E TRATAMENTO DA DOR


O QUE É A DOR?

Uma experiência desagradável, uma sensação forte de natureza física ou  emocional. Na realidade pode-se dizer que é um mecanismo de sobrevivência e proteção, através do qual o organismo alerta para uma anomalia existente numa ou mais zonas do corpo.

Responsável por 80% das visitas ao médico e de múltiplas origens como  traumatismos, infeções,  neuropatias e inflamações.


Existe a dor crónica não oncológica (DCNO) que é aquela que resulta de qualquer patologia não neoplásica e que se mantém de forma contínua por pelo menos 3 meses. Outro indicador é o facto de a DCNO persistir para além da cura aparente da lesão que o originou.

TRATAR A DOR DE FORMA NÃO INVASIVA E SEM MEDICAMENTOS

O tratamento com LASER médico, ou LLLT (= Low Level Laser Therapy), pode exercer um papel determinante na redução da dor crónica e da inflamação, bem como na dor associada à:


Agora pode ter uma vida ativa e preenchida com tratamentos de apenas 20 minutos diários por alguns dias. Já não precisa de viver com dor permanente!

COMO PODE O LASER MÉDICO REDUZIR A DOR?

Laser médico estimula as células do corpo a libertar Óxido Nítrico na circulação sanguínea e nos tecidos próximos. Isso permite relaxar as células que se encontram nas artérias, veias capilares e vasos linfáticos. Com os músculos relaxados e os vasos sanguíneos, ocorre um aumento significativo da circulação do sangue. Desta forma, o organismo pode mais facilmente tratar a zona afetada, substituindo de forma mais rápida as células danificadas através do aumento da síntese/produção de RNA e de DNA.


Por outro lado, o recurso ao LLLT (= Low Level Laser Therapy) estimula a libertação de Adenosina TriPhosfato (ATP), que transporta energia para as células e auxilia na produção de endorfinas, que, por sua vez, facilitam o alívio da dor a longo prazo.

O laser médico é uma combinação de ondas eletromagnéticas de luz não visível  (infravermelha) e visível (vermelha e azul). A luz infravermelha tem um comprimento de onda mais longo, sendo capaz de penetrar mais profundamente nos tecidos moles. Por consequência, a luz infravermelha atua nos músculos mais profundos, ossos e articulações. 
              
A combinação de ambos os tipos de luz evidenciou o alívio da dor e o aceleramento da cura através dos seguintes processos:

  • Aumento da circulação sanguínea;
  • Alívio da dor;
  • Desencadeamento da produção de endorfinas, o que facilita o alívio da dor a longo prazo;
  • Alivia o inchaço, através do aumento da atividade do sistema linfático;
  • Estimula a libertação de Adenosina TriPhosfato (ATP), que transporta energia para as células;
  • Substitui células danificadas com maior rapidez através do aumento da síntese de RNA e DNA.
Consulte para mais informações Clínica do Poder.



VIVA COM SAÚDE, PODER E QUALIDADE DE VIDA!

GOSTE E PARTILHE MAIS E MELHOR SAÚDE!

Sem comentários:

Publicar um comentário