sexta-feira, 22 de março de 2019

DIA MUNDIAL DA ÁGUA





Tonturas e desmaios
Desorientação
Falta de poder sexual
Edema, obstipação e retenção de líquidos
Fraqueza e/ou fadiga
Espasmos e cãibras musculares
Mau humor
Pressão arterial alta
Fome descontrolada





Sabia que um dos motivos para sentir estes incómodos pode ser a falta de hidratação e/ou falta do consumo de água de qualidade para organismo?


O corpo é formado por cerca de 70% água. Cerca de 75% do peso do tecido muscular é composto por água. O sangue por sua vez contém 95% de água, a gordura corporal 14% e o tecido ósseo 22%.

Cada célula do nosso organismo deve ser hidratada de forma correta para gozarmos de uma saúde ótima.  Somos realmente o que comemos e bebemos.


QUE QUANTIDADE DE ÁGUA DEVEMOS BEBER POR DIA? 

O conselho mais comum é beber 8 copos de água por dia (um pouco mais do que 1,5L/dia). Essa é uma recomendação geral e útil, no entanto, não é especifica para cada pessoa.  

A necessidade de hidratação de cada pessoa pode variar principalmente tendo em conta:
…o consumo diário de legumes, verduras, frutas,
…a atividade física, 
…o estado de saúde, 
…a temperatura a que está exposto durante o dia/noite. 

É muito importante estar sensível a sensações como as citadas acima. Bem como, prestar atenção às características da urina, que deverá ser SEM COR, SEM ODOR, e sem espuma (ou muito pouca).

COMO A ÁGUA AFETA AS SUAS HORMONAS?

Tanto a água tratada pelas estações públicas de tratamento, quer a água engarrafada, repleta de xenoestrogénios, apresentam propriedades que não são realmente benéficas para o organismo, podendo, mesmo, afetá-lo no geral e, especificamente, alterar a regulação hormonal natural.

Pela praticabilidade e a segurança imediata, muitas vezes preferimos o consumo de água engarrafada. No entanto, todo o processo de engarrafamento, transporte e armazenamento desta água pode ter efeitos menos benéficos a médio e longo prazo. O bisfenol A é apenas um dos produtos químicos presentes na maior parte das águas engarrafadas, e noutros recipientes de plástico, que atua como “interruptor” endócrino. Imita a hormonas estrogénicas e interfere em todos os níveis hormonais e mensagens de replicação genética. Estão associados a problemas de infertilidade (principalmente masculina) cancros de mama, ovário e próstata assim como patologias potencialmente hormonais como a endometriose. 

Além desde produto tóxico, outros produtos presentes no abastecimento das águas, como a atrazina, chumbo, flúor, cloro, arsénico parecem causar sérias consequências no desenvolvimento, problemas neurológicos e imunológicos

A diabetes e a intoxicação hepática também podem estar diretamente associados à presença dos xenoestrogénios, herbicidas e metais pesados no corpo.


ENTÃO QUE ÁGUA BEBER?


A maioria da água facilmente acessível é ácida e carregada de elementos que, como já vimos, podem ser prejudiciais ao nosso organismo. 

Sendo que a hidratação do organismo depende não só da quantidade, mas também da qualidade da água ingerida, sugere-se a montagem de filtros na torneira da cozinha (principalmente), dando preferência a filtros que, além da filtração dos tóxicos presentes, tornem a água alcalina ionizada.

Veja mais sobre a água alcalina ionizada aqui.



Dra. Inês Silva Pereira,
Nutricionista
ines.pereira@clinicadopoder.pt


Para mais informações e agendamento de consultas siga o link






VIVA COM SAÚDE, PODER E QUALIDADE DE VIDA!


GOSTE E PARTILHE MAIS E MELHOR SAÚDE!

Referências: 

  1. https://geiselmed.dartmouth.edu/news/2002_h2/pdf/8x8.pdf
  2. Wagner M1, Oehlmann J. (2009) Endocrine disruptors in bottled mineral water: total estrogenic burden and migration from plastic bottles. Environ Sci Pollut Res Int. May;16(3):278-86 
  3. http://www.bawellwaterionizers.com/benefits.html
  4. https://draxe.com/tap-water-toxicity/ 
  5. Lee MY1, Kim YK, Ryoo KK, Lee YB, Park EJ.(2006) Electrolyzed-reduced water protects against oxidative damage to DNA, RNA, and protein. Appl Biochem Biotechnol. Nov;135(2):133-44

Sem comentários:

Publicar um comentário